Curiosidades

Foi te perdendo que eu me encontrei

single-image

Quando você foi embora, deixei a porta aberta e não joguei fora as bagagens que você havia deixado. Para mim, as bagagens eram a garantia de que você voltaria, e deixar a porta aberta foi a forma que eu encontrei de te mostrar que eu o esperaria.

Quando você foi embora, colocou reticências na nossa história e me deu esperanças de que iria voltar, só precisava viver um pouco sem mim, conhecer o mundo, as pessoas, sentir novas coisas, sabores, encantos, amores. O novo sempre te atraiu. E aquilo doeu tanto, que mais parecia um soco no estômago. Como podia ser, doar-se tanto para alguém, fazer do outro o seu mundo, enche-lo de certezas e, ainda assim, ele preferir viver o desconhecido?Quando você foi embora, deixou uma ferida no meu peito, e essa ferida permaneceu aberta durante bastante tempo.

Foi horrível, achei que aquela dor nunca iria passar. Eu chorei, ah, como chorei, senti raiva até do mundo, gritei, me joguei no chão e não fiz nenhum esforço para me levantar. Foram dias falando de você para os meus amigos, dias deixando a tristeza me consumir, dias bebendo para te esquecer, dias me sentindo desprezível e não merecedora de você… Foram dias, dias e mais dias, tantos dias que acho que não sou capaz de somar todos eles.E depois desses dias intermináveis, eu finalmente entendi que precisava levantar e seguir em frente, mesmo com aquela dor. Aos poucos a ferida que outrora existia no meu peito foi se fechando, cicatrizando. E olha só que ironia, nos momentos de fraquezas foi quando descobri que havia mais força dentro de mim do que eu podia imaginar.

Aquele final foi, na verdade, o recomeço. O meu recomeço.A tristeza é um sentimento complexo demais para ser descrita em palavras, mas acho que todos nós, em algum momento da vida, teremos que nos permitir senti-la. Há sempre algo para aprender com a dor, pode acreditar. Não fosse a dor que aqueles dias me causaram, eu não seria quem eu sou hoje, não apreciaria a minha própria companhia e continuaria pela busca incessante de achar sentimento, onde não existia.Hoje, posso dizer que te perder, felizmente, fez com que eu me encontrasse.

Foi quando me encontrei que eu entendi que o meu maior erro não foi ter te amado demais, e sim ter me amado de menos.Quando me encontrei, resolvi trocar aquelas reticências que você tinha deixado na nossa história por um ponto final, porque eu já não queria continuidade naquilo. O que eu precisava mesmo era virar a página e começar a escrever sozinha a história da qual eu seria a personagem principal, independente de quem mais participaria dela.Quando me encontrei, resolvi jogar suas bagagens fora, não havia espaço para elas na minha vida, as minhas já eram pesadas demais, tanto que nos últimos meses eu fiz questão de esvazia-las para poder encher de coisas novas.

A porta, que outrora estava aberta, eu tranquei. A partir de agora só entraria quem tivesse a chave, e eu só a entregaria a quem merecesse entrar, não só na minha vida, como no meu coração também.

Aprendi que ninguém é mercadoria para pertencer ao outro, tem que ficar ao nosso lado apenas quem quer e quem merece, se quer ir embora o que podemos fazer? Se você não foi motivo suficiente para que ele ficasse, então, acredite, ele também não é motivo suficiente para que você lute por ele.

Confesso que quando aquele relacionamento deu indícios de que estava chegando ao fim, eu lutei com unhas e dentes para tentar evitar o que eu já sabia que era inevitável. Queria te manter na minha vida, mesmo sendo aquilo um martírio diário para mim. Mas não me arrependo disso, porque as consequências que aquilo me causava eram justamente o que eu necessitava para entender que você era o que eu queria, mas não era o que eu precisava.

Quando você foi embora, descobri que havia muito o que viver lá fora. Descobri que a única responsável pela minha felicidade era eu mesma, e que eu nunca mais deveria permitir que ela dependesse de algo que eu pudesse perder. Descobri que os tombos que levamos na vida só servem para levantarmos duas vezes mais fortes. Sei que caí inúmeras vezes, e vou cair mais quantas vezes forem necessárias. Ao cair naquela vez em que você me deixou eu caí uma menina e me reergui uma mulher.

Aprendi muito, cresci muito, encontrei muita força nessa nova mulher que me tornei. E tudo isso depois que você foi embora. Porque só quando você foi embora que pude, enfim, encontrar a mim mesma.

Escrito porThais Cristina – Publicado Originalmente em: Superela

Você também pode gostar de